Por quanto tempo guardar exames e imagens médicas de pacientes?

nurad 30/07/2019

Os exames e imagens médicas são ferramentas importantes para concluir sobre um diagnóstico ou monitorar a condição clínica do paciente. Todavia, o acúmulo desses documentos tem causado transtorno para os gestores.

Além disso, conforme preconiza a legislação médica, todas as informações do paciente são de responsabilidade da instituição de saúde que deve zelar pela integridade dos papéis, evitar rasuras e manter a legibilidade dos documentos.

Felizmente, devido às essas demandas, novas possibilidades estão surgindo para facilitar o cotidiano dos gestores e manter o histórico clínico e medicamentoso do paciente em condições ótimas para uso e armazenamento.

Por isso, neste artigo, vamos esclarecer algumas informações sobre o tempo de guarda para os exames, a importância do armazenamento e as soluções para as necessidades dos médicos e das instituições.

O que diz a legislação sobre os dados clínicos

De acordo o Conselho Federal de Medicina (CFM), os exames, que incluem imagens e laudos, fazem parte do prontuário médico do paciente. Esse prontuário médico deve ser mantido na instituição por, no mínimo, 20 anos, conforme diz a Resolução CFM nº 1.821/2007, no caso de documentos impressos em papel. Para os prontuários digitalizados ou microfilmados, esse armazenamento deve ser permanente.

O PACS da Nurad possibilita o armazenamento de imagens, se coloca como uma opção mais adequada para instituições e clínicas médicas tendo em vista sua versatilidade de funções.Entre as vantagens que o sistema oferece, o tempo de guarda dos exames e das imagens médicas está diretamente relacionado à duração do plano adquirido. Sendo assim, os gestores podem fazer a escolha que seja mais custo efetiva.Além disso, o sistema em nuvem é contratado por meio de assinaturas e o custo é proporcional à utilização sendo o valor é cobrado por exame realizado.

Problemas de segurança também podem ser recorrentes em sistemas convencionais de armazenamento. Já o armazenamento em nuvem garante segurança, tanto para os médicos e profissionais que lidam com o software, quanto para pacientes, que têm seus dados criptografados e gerenciados por especialistas.

Comentários